Custo Por Utilização

Esta será a terceira vez que repito a frase: “Quem compra barato, compra duas vezes.”

Também já tinha referido anteriormente o conceito de “custo por utilização”, em inglês cost per wear. Na altura referi que o iria explorar de forma mais profunda e decidi fazê-lo agora.

Perceber o que é Custo Por Utilização (CPU)

Na sua fórmula mais simples, ou seja, no seu âmago, o CPU não é nada mais nada menos, que a divisão do custo total do artigo, pelo número de vezes que é utilizado. Simples, certo? Ora vejamos uma fórmula:

CPU = Custo Total do Artigo / Nº Vezes Que é Utilizado (em dias)

O que significa isto? Num exemplo prático significaria que um par de sapatos que custe 100€ e é utilizado 10 vezes, tem um CPU de 10€.

“Okay”, dizem vocês, “Mas o que significa dizer que o CPU de uns sapatos é de 10€?”

Quer dizer, caro amigo, que isto o valor relativo do artigo face à utilização efectiva que lhe é dada. Pode ser utilizado para medir o verdadeiro valor de qualquer produto, e perceber se este é efectivamente caro.

Vamos comparar dois artigos, um par de sapatos que custa 50€ (A) e outro que custa 100€ (B). Vamos assumir que o par A foi utilizado 20 vezes antes de ficar inutilizado, e o par B foi utilizado 50 vezes antes de conhecer o seu fim.

Fazendo as contas, o par A tem um CPU de 2.5€ e o par B tem um CPU de 2€.

Ou seja, o par B apesar de ser inicialmente mais caro, no final de contas (ou se preferir, no final de vida do seu calçado) acabou por compensar mais, por ser mais barato em termos de CPU.

Não use o CPU como desculpa!

Claro que perceber este conceito pela primeira vez é tão interessante que qualquer um na sua cabeça pode começar a logo a fazer filmes. O que quero dizer com isto?

É muito fácil utilizar o CPU para desculpar compras desnecessárias, de valor elevado, que não têm qualquer cabimento, e que só lhe vão trazer arrependimento mais tarde.

O CPU está de braço dado com Compras Inteligentes!

É óbvio, existem artigos muito versáteis que qualquer homem deve saber que podem lá investir o seu dinheiro. Ou seja, o CPU deve ser tido em conta em todos os artigos, mas deixemos as loucuras para aqueles artigos super importantes, que vai utilizar muitas mais vezes que outro no seu género. Como a camisa azul clara que falei no outro post!

Se precisa de uns sapatos que sabe que vai utilizar imensas vezes, por serem incrivelmente ajustáveis a qualquer outfit e se puder realizar o investimento, não há problema em investir bom dinheiro nesse artigo fabuloso.

CPU é para Moda Intemporal

Lembre-se que no Bom Homem dou valor, e é sempre nisso que falo nos meus posts, ao estilo intemporal, às peças que não estão na moda agora, mas estão na moda sempre.

O CPU não deve ser aplicado à moda rápida e barata, porque agora aquele casaco todo maluco que viu ali não sei onde, que custa um balúrdio, muito provavelmente não vai ser usado para o ano que vem. Faça a conta, um casaco de 600€ que é utilizado 5 vezes ainda custa 120€.

Quando aplicamos o CPU a artigos de moda rápida o que acontece é que valor final é sempre elevado, ou mesmo que acabe por ser relativamente baixo (se o artigo for barato), possivelmente vai-se se estragar e vai acabar por ter de comprar outro!

Quando compra um artigo muito versátil a preço baixo, averigue a qualidade do artigo, se for baixa lembre-se: agora os sapatos custam 50€. Daqui a dois meses, vai ter comprar outros porque estes já não estão capazes e nessa altura o seu custo já vai em 100€, em dois meses. Veja quanto dá ao final do ano…

Agora faça às contas para um artigo mais caro, de melhor qualidade, e se daqui a dois anos (não dois meses) ainda o estiver a utilizar… não preciso de dizer mais nada, pois não?

5 thoughts on “Custo Por Utilização

  1. […] Lembre-se, os sapatos são um investimento e especialmente se comprou uns sapatos de melhor qualidade (seja um par Blake stitched ou Goodyear Welted) é importante trata-los bem porque estes podem servi-lo durante vários anos. Um bom par de armações custa muito menos do que uns sapatos novos e qualquer bom homem quererá tirar o máximo partido do seu investimento, baixando o seu custo por utilização. […]

    Gostar

Deixe uma Resposta para Armações de Sapato – O Que São? O Que Fazem? Valem a Pena? Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s