Os Três Pilares do Estilo Clássico

É complicado explicar se existem bases sobre as quais assenta um ideal de estilo clássico porque muitas vezes estes três ideais podem entrar em conflito.

STYLE TRIANGLE

A verdade é que estas três ideias deverão sempre ser tidas em conta porque tentar sempre corresponder ao que elas representam assegura que nunca vai fazer uma compra menos que ideal ou apresentar-se alguma vez com algo que não lhe assenta ou que não é adequada à situação.

Ponto #1 – Tecido / Fabric

O tecido ou o material com que é feita a peça em (qualquer peça) é um dos pilares do estilo clássico. Uma camisa pode ser muitas coisas dependendo do tecido com que é feita, se é uma oxford é mais casual, se é algodão é menos casual e por aí a fora. Se for de ganga é outra coisa completamente diferente especialmente se comparar com flanela e outros materiais.

FABRIC

Porque é que é importante ter em conta o tecido? Como vai descobrir ao longo deste artigo, o tecido e a funcionalidade são dois pilares interligados e pela mesma razão. Tem de pensar naquilo que é adequado ao setting onde se encontra inserido. Se vive num local onde o clima é quente então deverá gravitar para tecidos que o vão ajudar a manter-se fresco em tempo quente e deixar de lado tecido mais pesado.

Compreenda isto: pode estar muito “bem vestido” mas se estiver com umas calças de bombazine e uma camisa oxford quando estiver muito calor, então ainda assim vai parecer estar desajustado face à realidade à sua volta.

Quando conseguir perceber sempre qual o tecido mais adequado para qualquer situação vai conseguir dominar este pilar do estilo clássico.

Ponto #2 – Funcionalidade / Function

Tal como o primeiro ponto, a funcionalidade está dependente do contexto em que o bom homem se insere. A roupa que veste deve estar ajustada ao tipo de vida que tem, às atividades que pratica, à profissão que tem, etc.

FUNCIONALIDADE

Ou seja, imaginemos que amanhã vai à pesca. Deverá vestir um fato? Não, estará bem vestido mas um fato não é adequado à atividade que vai praticar como tal deverá vestir roupa mais apropriada à prática da pesca.

out of place

Portanto ainda que um fato seja uma peça de roupa estilosa neste contexto é tudo menos isso, não está enquadrado com a realidade atual da pessoa que o veste. Não é funcional para este atividade. Se vai fazer uma caminhada não deverá levar sapatos oxford ou derby, deverá sim calçar uns ténis. Do mesmo modo que se vai ao tribunal, trabalha num escritório ou num gabinete de contabilidade talvez deva deixar as sapatilhas em casa, e levar os oxford nos pés.

Ponto #3 – Fit

É difícil traduzir a palavra fit. Quer dizer muitas coisas e não existe uma palavra em português (pelo menos no meu relativamente limitado vocabulário) para descrever a forma como a roupa assenta no nosso corpo. Se o tamanho é o correto e adequado, se está de acordo com o que é aceite como tem o tamanho ideal em relação ao nosso corpo e em todas as partes da peça, que muitas vezes servem de forma diferente (uma camisa pode ter as mangas muito compridas mas estar perfeita no tronco, por exemplo).

fit

O fit é o pilar do estilo clássico que deverá sempre ser respeitado, independentemente da funcionalidade ou tecido da peça. Pode ser resumido de forma muito simples:”Se não lhe serve, não vista”.

O fit não tem qualquer relação com os dois anteriores pontos mas acaba por ser discutivelmente o mais importante.

Sempre que veste uma roupa que não lhe serve vai estar desconfortável, e mais desconfortável ficará quando perceber que estará desenquadrado, e aliás, mesmo que não esteja desajustado face aos que estão ao seu redor, irá conseguir eventualmente reparar nas falhas dos outros senhores e vão eventualmente perceber que estará a cometer os mesmos erros.

Qualquer bom homem vai querer corrigir os seus erros e mostrar o seu melhor lado, aprenderá a identificar os sinais de que uma roupa lhe assenta bem e que o fit está o melhor possível. Poderá aprender isso referente a camisas aqui.

leather jacket

Em suma, independentemente do tecido e da funcionalidade se conseguir dominar completamente o fit do seu outfit vai estar na maioria das situação mais adequado que os demais. Mesmo que no tecido e na funcionalidade acabe por bater um pouco ao lado, o fit perfeito vai minimizar o estrago.

Na situação perfeita vai conseguir acertar com tudo, usar roupas adequadas à situação atual, com tecido adequado à estação atual e com o fit completamente ajustado, lembre-se: não tenha medo de ser o melhor vestido numa sala. Caminhe com confiança.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s