Como Escolher um Casaco/Blazer?

Chegada a estação mais fria do ano qualquer bom homem já terá ou estará no mercado para adquirir um casaco ou blazer para juntar ao seu guarda-roupa. Se já tem um blazer ou um casaco deste género então este artigo irá ajuda-lo a medir a qualidade da peça que já tem. Se ainda não tem um casaco destes então irá descobrir exatamente para onde olhar quando estiver a escolher um, existem pontos-chave que deverá ter em conta e observar sempre que compra uma peça destas.

Porquê?

Porquê saber escolher uma peça de qualidade de forma a fazer uma compra informada que o vai servir melhor, durante mais tempo e com um CPU (custo por utilização) mais baixo? Porque essas são as compras que um bom homem faz.

Tipos de Casaco

Já tinha falado sobre as diferentes variantes de blazers e casacos tipo blazer (sportcoat), as diferenças cingem-se (para além do tecido) na forma das lapelas, no número de botões e no tipo de bolsos. Estas características estão também ligadas com o grau de formalidade da peça em questão.

LAPEL TYPES

Na imagem acima dá para ter uma pequena noção das diferenças entre os diferentes tipo de lapelas no blazer e o que significam, no entanto leia o artigo que escrevi sobre o blazer mais versátil (aqui) para descobrir mais.

Vou assumir que quer um casaco de fecho normal e não um casaco assertoado, mas se quiser mesmo um casaco assertoado as regras acabam por ser as mesmas, tenha apenas atenção que um casaco desses é sempre mais formal, procure-os sempre com lapelas peak, caso contrário não adquira.

Índices de Qualidade

Existem locais-chave para onde olhar se quiser averiguar rapidamente a qualidade (em termos gerais e muito teóricos) de uma peça, poderá sempre olhar para estes locais e tirar logo um conclusão rápida, ainda que com uma ligeira margem de erro associada.

Colarinho

É por aqui que começo sempre quando olho para um casaco numa loja. Verifique rapidamente o interior do colarinho. Veja como foi feita a costura. Fazemos isto porque isto pode dizer-nos se a costura foi feita à maquina, ou à mão. Já existem, claro, formas de coser à maquina e manter níveis de qualidade muito próximos ao de uma costura feita à mão e claro, a forma de a verificar é a mesma.

construção do colarinho-100
À esquerda tem uma colarinho cosido à mão, à direita um cosido à máquina de forma rápida.

Verifique se a parte de baixo e a parte de cima do colarinho estão cosidas uma à outra pelas extremidades, se sim então é cosido à máquina e com pouquíssima atenção a detalhes e qualidade. Verifique a forma de como a costura é feita, se é traçada ou a direito, os intervalos entre as costuras quanto maiores pior.

Lembre-se sempre, quem presta atenção a detalhes não quer fazer roupa má. Se os pormenores difíceis de encontrar estão bem feitos, então aquilo que salta à vista também.

Este é um bom indicador da qualidade do casaco pelo simples facto de que raramente falha e é muito fácil de identificar em dois segundos, basta passar um dedo e viola!, já sabe se deve olhar com mais atenção ou passar ao próximo casaco. Consegue passar vistoria a lojas inteiras numa questão de segundos com esta técnica.

Casacos com este detalhe normalmente começam sempre nos 150€/170€ no mínimo, mas pode sempre ter sorte e arranjar um em saldo, no entanto tome sempre atenção às peças que estão em saldo, porque podem sempre ser peças que não se vendem e portanto se não interessaram às pessoas até agora, por alguma razão é.

Botões de Punho Funcionais

Os botões são um indicador interessante por duas razões: a primeira é que todos os casacos de alta qualidade têm botões de punho funcionais, e se não tiverem está a comprar um casaco/blazer/fato de uma grande marca que liga pouco ao detalhe e muito ao preço/imagem. Já vi casacos da Hugo Boss, por exemplo, que têm várias vezes este problema, podem até ser feitos de materiais muito bons mas falham completamente na qualidade de construção, com botões cosidos e sem qualquer funcionalidade. A segunda razão é que já existem muitas marcas baratas, a fazerem peças baratas e que conseguem colocar botões de punho funcionais nos seus casacos.

working cuffs-100
Este blazer em específico é da H&M e foi muito barato mas têm botões de punho funcionais. Já vi peças piores ao dobro do preço.

Regra geral se um casaco tem os chamados “punhos de cirugião” então pode assumir que é um casaco com algum nível de qualidade. Utilize sempre esta dica em conjunto com as outras, porque como disse isto pode enganar ainda que incomum.

Corte e Construção

Abertura do Braço

Já falei disto quando escrevi um artigo sobre o corte das camisas de qualidade (artigo que poderá ler aqui) mas a verdade é que muito, muito complicado encontrar em lojas comuns um casaco com um corte ideal. Isto é, a tal história da abertura do braço ser mais pequena e próxima do seu sovaco de forma a ter uma peça melhor ajustada ao seu corpo, que não prende movimentos nem leva o casaco todo quando se mexe.

Quase todas as marcas têm este problema, não espere ver um casaco com este corte a preços abaixo dos 500€ e bem sei que este é um price point muito elevado para a maioria dos bolsos. No entanto, tenha isto em consideração e experimente modelos de várias marcas até encontrar aquele que lhe assente melhor, lhe prende menos os movimentos e faz sentir mais confortável (não é sem dúvida o mais largo). Para tal, experimente o casaco e faça movimentos básicos como fingir que conduz, que chama um táxi ou que está a comer.

Cumprimento do Casaco

Hoje em dia está muito na moda usar casacos curtos, isto é, cujo comprimento pouco passa da cintura, máximo fica-se pela zona da braguilha. Isto é uma moda rápida, que vai desaparecer rapidamente (nos próximos anos) e que se a sua intenção é comprar um blazer (lembre-se do nível de formalidade) então vai querer algo que esteja in mais tempo, ou seja, que seja intemporal.

correct jacket length-100
Verifique as diferenças, utiliza as linhas para comprar a diferença.

Como é que pode verificar se o casaco tem o comprimento correto? Felizmente é fácil, vista o blazer e estique os braços para baixo. Com os braços e mãos em baixo, tente tocar com os seus dedos na ponta do casaco, se não conseguir então está muito curto, se conseguir tocar sem levantar os dedos então está muito comprido.

Veja a imagem acima, o cavalheiro da esquerda toca no casaco facilmente se levantar os dedos, o da direita muito dificilmente.

Construção Interior

Aqui vem a grande verdade, como são construídos os casacos. O que liga o interior ao exterior? O forro é colado ou cosido?

Colado / Fundido

A forma mais fácil, rápida e barata para se fazer um blazer é colar o forro ao tecido exterior e temos um casaco que se faz em minutos, custou muito pouco dinheiro e está pronto para ir para uma loja.

Isto acaba por funcionar, pelo menos de início, o problema é que a cola acaba por trabalhar também como isolador, o que torna o casaco anormalmente quente, o que significa que vai ficar com calor muito rapidamente e vai suar. Tem também o problema de não ser flexível e portanto não se vai mexer muito bem dentro deste casaco o que não só é mau como também bastante desconfortável.

FUSED-100
O cinzento é a parte colada. Ou seja tudo.

Contudo, o maior problema deste método de construção é a sua longevidade. A cola que liga o forro ao tecido vai acabar por começar a ceder rapidamente, vai criar bolhas de ar se lhe der uso intensivo, o que vai ficar horrível e basicamente torna inutilizáveis o casaco e portanto já sabe que estará na hora de arranjar outro.

Aperta a zona do peito do casaco, se for relativamente rija ou se resistir então sabe que é  um casaco fundido.

No entanto, não se pode esperar muito da qualidade de um casaco destes, porque num método de fabrico tão barato resta muito pouco para olhar para tal coisa, o fabricante tem de fazer dinheiro, o dono da loja tem de ganhar o seu, assim como o costureiro. Estas peças podem custar de 60€ até 400€/500€, mas por esse preço por vezes encontra outras coisas tais como…

Half-Canvas

Palavra esquisita e difícil de dizer não é? Eu sei, este método de fabrico é interessante por duas razões. A primeira é que é as peças são um pouco mais caras do que as coladas, a segunda é que geralmente tem muitos dos benefícios de um casaco full-canvas (já lá vamos) com um preço geralmente muito inferior.

halfcanvas-100.jpg
A parte branca é o tecido flutuante (canvas), o cinzento é onde leva cola.

Neste método existe na zona do peito uma peça de tecido “flutuante” que é cosida ao forro e ao tecido exterior o que permite que a zona do peito do seu casaco acompanhe os seus movimentos, uma vez que é tudo cosido e não há cola, é mais fresco e não ficará feio com o tempo, no entanto, o resto do casco ainda é colado. Geralmente começam nos 600€.

Full-Canvas

Aqui o toda a superfície do casaco tem a tal peça de tecido flutuante que falei antes. É portanto um método muito mais caro, trabalhoso e duradouro de construção de um blazer /casaco. Todavia, neste caso o blazer é quase como uma segunda pele para si. O preço também é outro, com peças a começar acima dos 1000€.

fullcanvas-100
Como pode verificar aqui apenas há canvas.

Pode identificar um casaco Half/full-canvas se apertar a zona do peita e o tecido ceder ao seu movimento, como não é rijo nem isolador, move-se com o seu corpo, é fresco no Verão e pode colocar camadas debaixo para se aquecer no Inverno.

Claro que se puder deverá optar sempre por uma peça com uma construção superior. Ainda assim, tenho a noção de que será difícil encontrar uma peça que não seja colada nas lojas comuns. Geralmente os half-canvas podem ser encontradas em lojas de melhor qualidade como uma Saccoor Brothers ou uma Hugo Boss.

Apontamentos e Detalhes

Bolsos

Os bolsos podem diferir de casaco para casaco, podem ser avivados ou cosidos ao exterior. Os avivados podem ser usado com as palas para fora ou para dentro, o que os torna sempre mais formais, ou cosidos têm estado na moda recentemente mas não deixam de ter a sua elegância.

pocket in jackets-100
Bolso avivado à esquerda, bolso cosido à direita.

Sinceramente, não tem muita importância qual tipo prefere mas tenha sempre em consideração com os bolsos avivados são sempre mais formais que os cosidos, pense em qual o uso que vai dar do blazer e escolha em concordância.

Enchimento nos Ombros

Apenas blazers têm enchimento nos ombros, os sportcoats raramente ou mesmo nunca têm esse detalhe. Outrora muito comum, aliás, obrigatório, mas hoje é incomum ou até mesmo raro.

Dão mais estrutura nos ombros como é claro, mas é também mais formal e como tal, deverá ter isso em consideração.

Botões

Aspeto interessante este, os botões podem ser os básicos de plástico ou chifre mas alguns blazer (apenas blazers) poderão ter botões metálicos. Pode ver-se o cobre, mas existem também em prata e até ouro. Se acredita que estes modelos seriam mais caros estaria a pensar bem, pois estes modelos não são nem fáceis de encontrar nem acessíveis.

detalhe botoes-100
Dois exemplos de botões bastante diferentes em dois casacos. Notei que em ambos não eram funcionais, apenas meramente estéticos.

Existem ainda assim botões de plástico a imitar os de cobre, mas sinceramente mantenha-se afastado desses, ou arranja uns verdadeiros ou então fique-se pelo chifre, que é na minha opinião a opção com melhor rácio elegância-acessibilidade.

Cotoveleiras

Incrívelmente na moda hoje em dia, as cotoveleiras foram introduzidas em todo o lado recentemente. Desde casacos a camisas, passando por pullovers e parkas, se conseguir imaginar, então consegue colocar-lhe umas cotoveleiras.

IMG_6389
Este escapa pelo facto de que não se nota muito a cotoveleira.

Pessoalmente não lhes acho muita piada mas muitas pessoas gostam e compreendo que adiciona algum interesse ao look geral da peça. São no entanto apontamentos puramente estéticos e sem qualquer função associada, não, não tem nada a ver com “reforçar a zona dos cotovelos”, quando essa zona ficar desgastada será igual a qualquer outro casaco gasto. A decisão de adquirir uma peça com este pormenor fica completamente ao seu critério.

Atenção à Funcionalidade

Não vale a pena estar a investir numa peça muito boa e mais cara se o seu dia-à-dia dita que a vai estragar rapidamente, tenha sempre em mente o uso específico que vai dar a roupa. Se trabalha num escritório e usa um blazer diariamente então investir num bom blazer azul marinho é uma boa ideia, no entanto, se a sua atividade profissional requer mais atividade física então é melhor um sportcoat num tecido mais resistente e adequado.

Atenção à Versatilidade

Não se esqueça de medir a importância que a sua compra vai ter no guarda-fato, se este é o seu primeiro blazer então é importante que seja o mais versátil possível, se tiver um ou dois então não fará mal investir em algo diferente, seja com uma cor mais arrojada ou num blazer assertoado, ou quiçá agora para o Inverno, num casaco de tweed.

IMG_6390
Perfeito para o Inverno, tweed verde escuro. Versátil mas fora do comum.

Lembre-se que cores são mais versáteis, que cores são mais formais e o nível de formalidade dos apontamentos e detalhes da peça que pretende comprar.

A artigo (já mencionado acima) sobre a versatilidade do blazer poderá ajuda-lo a fazer a escolha de forma mais instruída possível.

Entretanto, é importante também que quando vestir o seu novo blazer se sinta bem, confiante e pronto para vencer. Espero que este artigo o tenha ajudado a encontrar o blazer que estava a procura.

Siga o bom homem no instagram em @bomhomemblog e partilhe os seus looks com as hashtag #bomhomem.

d28a511f52c11a01870fa1400d15189a--cocktail-outfit-mens-cocktail-attire
Foto descaradamente retirado do pintrest. Blazer azul marinho, o mais versátil.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s